Poliomielite - Companhia da Vacina

Poliomielite

A poliomielite ou paralisia infantil é doença infecto-contagiosa viral aguda, que pode ocorrer sem manifestação clínica (a mais comum) e sob a forma paralítica. O agente infeccioso é o poliovírus pertencente ao gênero Enterovírus da família Picornaviridae. São três sorotipos: o poliovírus I, o II e o III.

Vacinas disponíveis:
VOP – vacina oral poliomielite
VIP – vacina inativada poliomielite
DTPa-VIP/Hib (tríplice bacteriana acelular combinada às vacinas poliomielite inativada e Haemophlilus influenzae tipo b)
DTPa-VIP-HB/Hib (tríplice bacteriana acelular combinada às vacinas poliomielite inativada, hepatite B e Haemophlilus influenzae tipo b)
dTpa-VIP (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto combinada à vacina poliomielite inativada)

CONTÁGIO
A transmissão ocorre, principalmente, pelo contato direto de pessoa a pessoa. A boca é a porta de entrada do poliovírus que se transmite pela via fecal-oral ou oral-oral. A transmissão oral-oral ocorre por intermédio das gotículas de muco da orofaringe quando a pessoa tosse, espirra ou fala (uma a duas semanas após a infecção). As más condições de habitação, a higiene pessoal precária e o elevado número de crianças numa mesma casa são fatores que favorecem a transmissão. A água e os alimentos contaminados com fezes de doentes ou portadores (uma a sete semanas após a infecção) também são formas de transmissão do poliovírus, que pode ocorrer, ainda, por contato com objetos contaminados com secreções. Pessoas infectadas podem contaminar outras uma semana antes do inicio dos sintomas e 6 semanas após os sintomas. Os sintomas começam uma ou três semanas depois da exposição ao vírus.

SINTOMAS
Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características: flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia no segmento atingido.
Pode ainda provocar seqüelas permanentes ou levar à morte. O vírus se instala e se multiplica no tubo digestivo e logo pode apresentar viremia, com invasão do sistema nervoso central e ataque às células motoras.

O que é a síndrome pós-pólio?
Tende a ocorrer nas pessoas 20 a 30 anos depois que teve a doença – também chamada de atrofia muscular pós-pólio, inclui a fraqueza muscular, dor, fadiga e problemas de respiração. Um entre quatro daqueles que tiveram a doença sofre esta síndrome.

PREVENÇÃO
Proteja suas crianças vacinando aos 2, 4, 6, 15 meses de idade e aos 5 anos.
Existem três tipos de vacina contra a pólio: inativada (IPV) – vacina injetável trivalente adotada nos EUA e aquela de vírus vivo (OPV) – vacina oral que é apresentada na forma de gotinhas e finalmente a vacina VIP-PA – vacina trivalente inativa contra a poliomielite de potência aumentada.
A maioria dos adultos não precisa da vacina, pois já foram vacinados quando criança. Existem alguns grupos de adultos para os quais se recomenda a vacinação: aqueles os quais viajam para áreas onde a pólio é comum, os que manipulam o poliovírus em laboratórios; e finalmente os trabalhadores da saúde cuja função é cuidar de pacientes que podem contrair a pólio. Para esses está indicada uma vacina inativada tetravalente- dTpa-IPV – que também serve de reforço contra o Tétano.


logo_lateral_branco

Somos uma clínica que oferece serviços de vacinação para a prevenção, promoção da saúde e bem-estar. Contamos com uma equipe completa e capacitada, além de vacinas de alta qualidade, oferecendo todo suporte, conforto e segurança que você e sua família precisam!

Unidade Campinas

R. Olavo Bilac, 283 Cambuí, Campinas/SP

Fone: (19) 3294-4282
Fone: (19) 3255-1313

campinas@companhiadavacina.com.br

Unidade Sorocaba

R. Dr. Francisco Prestes Maia, 99 Jardim Paulistano, Sorocaba/SP

Fone: (15) 3234-7561
Fone: (15) 3033-4981

sorocaba@companhiadavacina.com.br

Companhia da Vacina© 2016. Todos direitos reservados.