Infecções Meningocócicas - Companhia da Vacina

Infecções Meningocócicas

São infecções invasivas, bacterianas, que ocorrem em duas formas: inflamação da membrana do cérebro e coluna espinhal (MENINGITE MENINGOCÓCICA) ou a infecção sangüínea (MENINGOCOCEMIA) ou ambas.

Vacinas disponíveis:
Meningocócica B
Meningocócica C conjugada
Meningocócica conjugada quadrivalente ACWY

CONTÁGIO
A infecção meningocócica não é muito contagiosa. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa através do contato direto com as secreções do nariz e garganta. A pessoa infectada pode transmitir a doença ao espirrar ou tossir na face das outras pessoas, beijando na boca ou compartilhando uma bebida no mesmo copo. A bactéria que provoca a infecção – Meningitidis Neisseria – primeiro infecta o nariz e garganta, sem qualquer sintoma. De fato, de 5 a 10% da população é portadora da bactéria “sem que se torne doente”. Numa pequena parcela das pessoas infectadas, a bactéria passa através da membrana mucosa e atinge a corrente sangüínea, provocando então a meningite meningocócica ou meningococemia. A doença ocorre após 4 dias da exposição, e dura até 10 dias desta. A ocorrência da doença é maior no inverno e na primavera.

Tipos
As meningites bacterianas, que representam de 20% a 40% das meningites, consideradas as mais graves, devem ser tratadas com antibióticos e requerem hospitalização em UTI, devido à alta taxa de mortalidade. Já as meningites virais, que felizmente são a maioria, são bem mais leves e em geral não exigem internação (não possuem vacina). Raramente, as meningites podem ser provocadas por fungos ou pelo bacilo de Koch, causador da tuberculose.

MENINGO B
O meningococo B (MenB) é um dos principais causadores de meningite bacteriana no mundo. É uma doença muito grave, de cada dez casos, dois são fatais. É causada pela bactéria “Neisseria meningitidis do grupo B” e provoca MENINGITE e INFECÇÃO GENERALIZADA.

SINTOMAS
O início é abrupto na meningococemia, com febre, calafrios, mal-estar, prostração e um rash – urticária. Náusea e vômito apenas, não são suficientes para sugerir a doença. Em casos fulminantes podem ocorrer púrpura, coagulação intravascular disseminada, choque, coma e morte (síndrome de Waterhouse-Friderichsen) em poucas horas, a despeito do tratamento apropriado.
É primariamente uma doença que atinge as crianças pequenas – 50% dos casos ocorrem em crianças menores de 4 anos de idade. Entre os grupos de alto risco temos – adultos que vivem em áreas de grande densidade populacional, em barracas ou instituições. Menos de 10% de todos os casos são fatais. As mortes ocorrem mais freqüentemente em meningococemia (17% dos casos) que em meningite meningocócica (7% dos casos).
Na meningite tipo B, o paciente pode ter febre, náusea, vômito, dor de cabeça, cansaço irritabilidade. Na sequência, pode apresentar manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz. Se a doença MENINGOCÓCICA não for tratada imediatamente o paciente pode morrer em poucas horas.

PREVENÇÃO
As vacinas contra os tipos (sorogrupos) A, B, C, W e Y são seguras e com boa eficácia (em média, mais de 95% dos vacinados ficam protegidos).
Tem indicação a partir de 2 meses de idade até 50 anos e é indicada também quando existe alta incidência de casos numa área geográfica limitada, e para pessoas que viajam para países onde esteja ocorrendo epidemia.


logo_lateral_branco

Somos uma clínica que oferece serviços de vacinação para a prevenção, promoção da saúde e bem-estar. Contamos com uma equipe completa e capacitada, além de vacinas de alta qualidade, oferecendo todo suporte, conforto e segurança que você e sua família precisam!

Unidade Campinas

R. Olavo Bilac, 283 Cambuí, Campinas/SP

Fone: (19) 3294-4282
Fone: (19) 3255-1313

campinas@companhiadavacina.com.br

Unidade Sorocaba

R. Dr. Francisco Prestes Maia, 99 Jardim Paulistano, Sorocaba/SP

Fone: (15) 3234-7561
Fone: (15) 3033-4981

sorocaba@companhiadavacina.com.br

Companhia da Vacina© 2016. Todos direitos reservados.